Notice: Undefined index: options in /home/lincolnn/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 194
Equilíbrio tanto Coletivo quanto no Individual - Lincoln Nunes

Equilíbrio tanto Coletivo quanto no Individual

Equilíbrio no futebol exige uma combinação de habilidades individuais e coletivas para alcançar o sucesso. A habilidade individual pode ser vista em jogadas como dribles, chutes e passes precisos, enquanto o jogo coletivo envolve a combinação dessas habilidades em uma estratégia que leva ao gol. O equilíbrio entre jogo coletivo e individual é crucial para uma equipe alcançar o sucesso e ganhar campeonatos. Neste artigo, discutiremos a importância deste equilíbrio usando a Argentina campeã do mundo e o Flamengo campeão da Libertadores de 2019 como exemplos.

Equilíbrio em Messi, mas o jogo coletivo

A Argentina venceu a Copa do Mundo de 1986 com Diego Maradona, que foi o craque da equipe. Mais de trinta anos depois, a Argentina voltou a vencer um título importante, a Copa do Mundo 2022, com Lionel Messi como o principal jogador. No entanto, o jogo da equipe era extremamente coletivo. A Argentina jogou com uma defesa sólida, meio-campo organizado e ataque criativo. Messi era o ponto de partida da equipe, mas ele não jogou sozinho. A equipe usou suas habilidades individuais para criar oportunidades de gol, mas também jogou de forma coletiva para criar chances para todos os jogadores.

Ao mesmo tempo, o técnico Lionel Scaloni criou uma equipe com uma filosofia de jogo baseada na posse de bola, pressão alta e movimentos rápidos. A equipe jogou em um sistema tático que se adaptou ao adversário. Messi jogou como um meia-atacante, o que lhe permitiu ficar mais próximo dos companheiros de equipe e criar mais chances de gol. A defesa da Argentina trabalhou bem juntos, protegendo o goleiro Emiliano Martínez, que foi um dos destaques da equipe na competição.

O jogo coletivo da Argentina foi fundamental para o sucesso da equipe. Eles jogaram com disciplina tática e confiança em suas habilidades individuais. Messi foi o líder, mas a equipe jogou em torno dele, dando-lhe suporte para brilhar. O equilíbrio entre jogo coletivo e individual foi essencial para a Argentina vencer a Copa.

Flamengo Campeão de 2019

O Flamengo é uma das equipes mais populares do Brasil e em 2019 venceu a Copa Libertadores da América. O técnico Jorge Jesus construiu uma equipe de super-estrelas com jogadores como Gabigol, Bruno Henrique, Gerson e Arrascaeta. A equipe jogou um futebol ofensivo, dominante e extremamente coletivo. Logo, o Rubro-negro usou sua habilidade individual para criar jogadas, mas o jogo coletivo reinava.

Então, o Flamengo jogou com um sistema tático 4-4-2, com uma defesa sólida liderada por Rodrigo Caio e Pablo Marí, um meio-campo criativo liderado por Gerson e um ataque mortal com Gabigol e Bruno Henrique.

Portanto, é necessário um consenso do jogo coletivo e individual em campo. Neste momento em que a mão do técnico pesa e o trabalho mental também. O treinador precisa incentivar o melhor dos seus jogadores, a nível individual sem que isso esbarre no coletivo. Por exemplo, um ponta driblador decide ir para cima enquanto o companheiro está livre, pronto para marcar e não recebe o passe. Por isso, o trabalho mental chega para agregar como um facilitador para aumento de assertividade nesses momentos.

Alguma dúvida sobre o tema? Deixe sua pergunta aqui.

Compartilhe:

Artigos relacionados